Google

Dicas e cuidados ao pilotar na chuva.

por

Todos sabemos que por mais prudentes que nós motociclistas possamos ser, estamos sujeitos a uma série de agentes externos que podem atrapalhar nosso percurso, seja no dia-a-dia ou em viagens, e em situações de chuva e piso molhado a atenção deve ser redobrada.

Você deve estar se perguntando: mas nas corridas, os pilotos correm mesmo em pista molhada, quase que normalmente, como é possível?

E eu respondo dizendo que uma pista de corrida é um ambiente seguro, isento de praticamente todos os agentes de risco, como sujeiras no asfalto, bueiros, buracos, entre outros, e com isso a perda de aderência fica em torno de 30% em relação à pista seca, que ainda é uma margem relativamente segura, e mesmo assim é comum corridas serem interrompidas, por falta de condições de segurança e também acontecem quedas. Já nas ruas e estradas temos todos os agentes de risco misturados, e isso somado ao piso molhado, aumenta, e muito, a possibilidade de acidentes. Portanto, todo cuidado é pouco.

Diante do perigo oferecido, o ideal mesmo é evitar de pilotar na chuva, mas se não houver essa possibilidade esteja pelo menos sempre muito bem equipado, com viseira anti-embaçante e capa de chuva, além é claro do equipamento tradicional de segurança, como jaqueta com proteções, luvas, botas e tudo mais.

Além do desconforto de estar se molhando, à vezes mesmo com capa de chuva, temos que lidar com a redução da visibilidade e da aderência do solo, que nas cidades é agravada pela presença de sujeiras e irregularidades na pista.

Entre essas irregularidades temos as faixas pintadas, com as de pedestres, por exemplo, que já são perigosas em qualquer lugar do mundo, pois tiram boa parte da aderência, mas no Brasil a situação é um tanto pior, pois como acontece com quase todas as obras e serviços públicos no país, querem economizar e não usam material anti-derrapante, o que na chuva torna as pinturas de chão altamente deslizantes e ainda mais perigosas. Observe esse exemplo de um motociclista deslizando em uma faixa pintada…

“Frear, acelerar ou fazer uma curva em cima de uma pintura no asfalto pode ser sinônimo de queda, então tome muito cuidado e evite passar em cima delas quando possível.”

E por falar em queda, outra obra dos nossos engenheiros que merece atenção e cuidado é em relação à colocação de bueiros em curva. Bueiros requerem atenção em qualquer situação, especialmente na chuva e em curvas. Se deslizar, amigo, é chão…

Atenção redobrada ao demais veículos, pois eles também estão com a visibilidade limitada. Normalmente é muito comum já não verem as motos, imagine na chuva, aí que não veem mesmo. Muito cuidado com isso.

Um dos principais causadores de acidentes em piso molhado é a falta de atenção ao conjunto de pneus, pois pneus carecas normalmente já são perigosos, mas em piso molhado são praticamente uma tentativa de suicídio, por isso mantenha a sua moto sempre com pneus de qualidade e em bom estado.

Pilote sempre com velocidade controlada, pra aumentar a sua margem de segurança, especialmente na hora das frenagens. Lembre-se que a aderência está comprometida, principalmente em cima das faixas pintadas ou sujeiras no chão, se frear em cima simplesmente não vai parar, ou pelo menos não vai parar a tempo.

Outro ponto bastante perigoso é o fato de que a água da chuva acaba escondendo obstáculos na pista, como buracos ou pedras. Por isso, evite andar de moto na chuva sempre que possível. Observe, por exemplo, essas duas cenas onde motociclistas são surpreendidos por bueiros destampados, o que infelizmente não é algo incomum no Brasil.

“Uma dica importante, que acaba sendo deixada de lado, é lavar muito bem a moto depois que a chuva terminar, não esquecendo de lubrificar a corrente. Deixar a moto suja acelera a corrosão de uma série de componentes e por conta da água a lubrificação da corrente vai embora, reduzindo muito a vida útil do conjunto de relação.”

Procure acompanhar a previsão do tempo e fique atento à menor possibilidade de chuva.

Quem trabalha de moto, como entregadores e moto-taxistas, por exemplo, carregue sempre o equipamento de chuva com você, pois de um tempo pra cá, com algumas mudanças climáticas em andamento, as chuvas tem estado praticamente imprevisíveis e acabamos, às vezes, sendo pegos de surpresa, não tendo como fugir. O mesmo para quem planeja viagens, cheque as condições do tempo no local de destino e nos pontos de passagem, mas por precaução, leve sempre o equipamento de chuva.

Fiquem atentos às dicas que acabei de dar, estejam preparados, equipados e pilotem com extremo cuidado e respeito, para que cheguem ao seu destino com tranquilidade.

Fonte: Duas rodas news.

Convem

A Convem é uma concessionária autorizada Honda do Brasil sediada em Alagoas. Nosso intuito com esse site é poder te ajudar com toda nossa experiência em motos. Aqui vamos passar para você dicas úteis, informações e passo a passo sobre como cuidar da sua moto, pilotar com segurança, escolher sua moto e muito mais.

Deixe seu comentário aqui